PROGRAMAÇÃO DA EXPO PRIDE
 
Além dos estandes de marcas, grifes e produtos, a Expo Pride conta ainda com palestras, mostra de cinema e documentários, shows, concurso de Drags e um mundo de atividades para animar o seu final de semana.
Veja abaixo a programação cultural do evento e confira tudo o que vai rolar durante a feira. 
 

Todas as atividades da programação cultural são gratuitas! 
 

 
 - SERVIÇO:
 
1ª EXPO PRIDE 
Local: São Paulo Expo 
Data: Dias 07 e 08 de setembro de 2019 
Horário: das 10h às 22h no sábado e das 10h às 20h no domingo. 
Transporte gratuito direto do Metrô Jabaquara (Ponto das vans: Rua Jatobás, n.70) 
 
INGRESSOS: venda de ingressos somente na bilheteria da Feira durante os dias do evento. Veja as informações no GUIA DO VISITANTE
  

 SÁBADO – 07/09/2019

 
 
CICLO DE PALESTRAS
 

 
Resultado de imagem para religious diversity
 
13h: A CULTURA DA PAZ E LIBERDADE DE CRENÇA: DIVERSIDADE, RELIGIÃO E ACOLHIMENTO
Painel com representantes de diversas religiões do Fórum Inter-religioso para uma Culgura de Paz e Liberdade de Crença do Estado de São Paulo 
 

 
 
Resultado de imagem para pink money
 
14h: O PINK MONEY IMPORTA. A VIDA LGBTQ+ TAMBÉM! O QUE AS EMPRESAS TÊM FEITO A RESPEITO? 
Palestra com Arlane Gonçalves 
 

Resultado de imagem para diversity lgbt 
 
15h: COMO FAZER BROTAR DIVERSIDADE ATRAVÉS DE UMA CULTURA VERDADEIRAMENTE INCLUSIVA? 
Palestra com Maite Schneider 
 

 
Resultado de imagem para lgbt family
16h: FAMÍLIAS LGBTI+: UMA NOVA FORMA DE MILITÂNCIA E ATIVISMO POLÍTICO
Mediador: Elvis Justino
Componentes da mesa: Dr. Bruno Puccineli, Dr. Marcelo Perilo, Dr. Lucas Bulgarelli e Luiz Fernando 
 

Resultado de imagem para lesbian flag
18h: A REPRESENTATIVIDADE LÉSBICA E BISSEXUAL NA LITERATURA E NO CINEMAA IMPORTÂNCIA DAS PUBLICAÇÕES LÉSBICAS PARA O MERCADO LGBTIQ+ 
Mediador: Sheila Alternativa L + Convidadas( Paula Curi, Rita Quadros, Fernanda Eli, Lidia Ibizio, Hanna Korich, Débora Mestre) 
 

 
 
20h: REPRESENTATIVIDADE LGBTQ+ NO AUDIOVISUAL E NO MERCADO DE TRABALHO
Painel com representantes da Endemol Shine Pride 
 


1º ENCONTRO SOBRE DIVERSIDADE DA FMU FIAMFAAM

 
 

 
10h: EMPREGABILIDADE TRANS
 

 
12h: LGBTQI+ NAS UNIVERSIDADES
 

 
14h: A CONSTRUÇÃO DE SENTIDOS SOBRE A HOMOSSEXUALIDADE NA MÍDIA BRASILEIRA
 

 
16h: POLÍTICAS PÚBLICAS E DIVERSIDADE
 

 
18h: DIVERSITY LAB: RODA DE CONVERSA COM ALUNOS DE COMUNICAÇÃO SOBRE SUAS PESQUISAS CIENTÍFICAS

 
MOSTRA DE CINEMA – CLÁSSICOS LGBTS
 
 

 
 
 
11h: APENAS UMA QUESTÃO DE AMOR
 
Laurent, de vinte e três anos, partilha o apartamento com a sua melhor amiga. Afirmando perante todos a sua preferência pelos rapazes, apenas os seus pais ignoram a sua homossexualidade. Junto deles, Laurent é o filho modelo e usa a sua colega de casa para iludir questões sobre a sua vida privada. Já de si difícil, esta dupla identidade torna-se insustentável quando Laurent se apaixona por Cédric. Ambicioso e corajoso, este filme foi o primeiro a romper o tabu da homossexualidade na televisão francesa, abordando os temas da homofobia, do coming out, da aceitação de si mesmo e, claro, do amor, com sensibilidade, respeito e inteligência. 
 

 
 
 
13h: FALSA MORAL
 
Los Angeles, Christian (Wes Ramsey) apenas queria sexo e diversão. Jamais imaginaria encontrar o Mormom Aaron (Steve Sandvess), por quem acabaria se apaixonando profundamente. O religioso acaba mostrando a Christian que o amor esta onde menos se espera. Eles se entregam um ao outro, mas acabando separados pela família de Aaron. 
 

 
 
16h: A CURIOSIDADE DE CHANCE
 
Chance Marquis (Tad Hilgenbrinck) é o novo garoto na escola que tenta fazer amizades com ambos os jogadores do time da escola e os forasteiros na curiosidade do acaso. O filme está definido como se passando na década de 80, e tem um divertido olhar para a escola secundária e as convenções da época. Grandes descobertas, confusões e revelações.
 

 
 
19h:  DE REPENTE, CALIFÓRNIA
 
Forçado a desistir da escola de artes, Zach passa seus dias trabalhando num emprego sem futuro e ajudando sua irmã a cuidar do filho dela. Nas horas livres ele surfa, desenha e sai com seu melhor amigo, Gabe, que mora no lado nobre da cidade. Quando o irmão mais velho de Gabe, Shaun, volta pra casa, ele é atraído pela falta de auto-estima e o talento de Zach. Zach se apaixona por Shaun enquanto luta para reconciliar seus próprios desejos com as necessidades de sua família 
 

 
MOSTRA DE DOCUMENTÁRIOS
 
 

 
 
13h: SOBRE(VIVÊNCIAS)
 
Quatorze  pessoas contam suas histórias de vida, todas elas atravessadas por experiências de preconceitos de gênero e sexualidade. (Sobre)Vivências é um documentário que busca ampliar as vozes de pessoas LGBT's e contribuir para a construção de novas ideias frente a forte estigmatização que esta população possui na sociedade. 
Os relatos cotidianos são intencionalmente explorados com o objetivos de tornar a experiência única e pessoal para cada um que assiste. 
 

 
 
 
 
15h: POPTRANS
 
Produzido pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis, do HIV/Aids e das Hepatites Virais (DIAHV). 
O filme tem a participação de seis pessoas que vivem em Brasília, Goiânia e Porto Alegre e que relatam suas experiências com o Sistema Único de Saúde – SUS, o enfrentamento ao preconceito e seu cotidiano, a reinserção na sociedade com o nome social. Os entrevistados foram escolhidos após seleção realizada por comitê formado por representantes do Instituto Brasileiro de Transmasculinidade (Ibrat), da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra) e do Coletivo de Homens Trans da Rede Nacional de Pessoas Trans (Rede Trans). Essas três entidades e o Departamento de Apoio à Gestão Participativa (SGEP/MS) também auxiliaram na realização do webdocumentário. 
 

 
 
 
 
16h: TRANSGÊNEROS - UM OLHAR DE RESPEITO SOBRE AQUELES QUE NEM SEMPRE SÃO VISTOS
 
O grupo Mirabilis acredita na imparcialidade do documentário no qual várias realidades e opiniões foram mostradas, com intuito de informar e conscientizar sobre o assunto, e não influenciar sobre as posições mostradas no documentário, e tanto menos ir contra as concepções e valores religiosos de cada um. 
O grupo Mirabilis tenta mostrar a realidade dos transexuais de Uberlândia, tendo como pilares segurança, família, mercado de trabalho, preconceito e discriminação. A ideia é levar ao público essa discussão e torná-la pauta de conversas entre amigos e familiares, levando conhecimento sobre o assunto e assim desmistificando-o, para que assim, pessoas sejam vistas apenas como pessoas. 
 

 
 
 
17h: FAVELA GAY
 
A homossexualidade dentro das favelas cariocas. Temas como homofobia, preconceito, trabalho e aceitação da família, a partir da perspectiva de gays e lésbicas, que contam seus cotidianos dentro da comunidade. Um retrato de como, apesar das adversidades, essas pessoas constroem suas próprias histórias através da educação, da arte e da política. 
 

 

 
 
18h: EU SOU, UM DOCUMENTÁRIO LGBT
 
Em uma época de retrocesso social e de crescimento do neoconservadorismo no Brasil, as Paradas de Orgulho LGBT representam a resiliência dos ideais de liberdade e aceitação que nutrem o movimento desde o seu início. No contexto de corte de verbas públicas para a Parada Livre de Porto Alegre, em 2017, são entrevistadas mulheres envolvidas na militância, pesquisadoras da temática LGBT e participantes do evento, enquanto uma mulher cis é desafiada a ser Drag Queen pela primeira vez. “Eu sou: um documentário LGBT” é uma produção independente, que explora diferentes perspectivas sobre o significado do Orgulho LGBT, sobre o preconceito dentro da comunidade e sobre a importância da diversidade na sociedade. 
 
 

 
19h: DEPOIS DA TEMPESTADE: A LGBTFOBIA NA ESCOLA
 
A escola ainda não está preparada para acolher a diferença. Por isso, o período dos ensinos fundamental e médio costuma ser desafiador para LGBTs – lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais. É durante o percurso educacional que questões como corpo, sexualidade e afetividade começam a aflorar, gerando uma série de conflitos internos e externos. Qual é o espaço na escola para aqueles que não se encaixam no padrão heterossexual e cisgênero? 
Durante décadas, a diversidade sexual foi violentada e invisibilizada nas salas de aula. “Depois da Tempestade”, documentário universitário de 24 minutos, apresenta relatos de LGBTs de diferentes cores, gerações e realidades. Hoje, eles enfrentam o ódio para construir um futuro diferente e permanecer na escola. A tempestade, aos poucos, parece dar lugar ao arco-íris. 
 
 

 
OFICINA DE DRAGS
 
 

 
13h / 17h: Para ser uma Drag você tem de ter o espírito alegre, divertido, irreverente. Isso é o primordial. Irreverência, é o que conta. O resto, o físico, a produção é só um detalhe". Aqui você aprenderá tudo o que é preciso para ser uma drag desde os processo iniciais de construção da personagem através de técnicas de maquiagem percorrendo até assuntos como dublagem, passarela e coreografia. 
 

 
PALCO ARENA
 
 

 
13h: TRAGA ALEGRIA
Tendo como inspiração Nações de Maracatu da grande Recife, o Traga Alegria realizará apresentação em dois formatos: no placo e em cortejo ao longo da Expo Pride com os seus 15 integrantes. 
 

 
15h: MAGÍSTER
Magíster promete animar os dois dias da Expo Pride no Sábado estará com um trecho da sua turnê "Aminimigas" que anda agitando diversas paradas Lgbt+ do litoral paulista, e que conta com a participação de André Dutsch.

 
17h: DALLAS GUEBARA, RÊ MORAES E LUA NEGRA
Transvestigenere e periférico, Dallas Guebara traz em suas letras autorais a luta da vivência trans e sua forma de amar fora da norma. Compondo desde os 12 anos, Dallas é conhecide por suas apresentações no Transarau, Festival Mix Brasil, Sarau das Diferenças, além de participação em rodas de conversa e oficina na rede Sesc. 

Transvestigenere e periférico, traz em suas letras autorais a luta da vivência trans e sua forma de amar fora da norma. Compondo desde os 12 anos, Dallas é conhecide por suas apresentações no Transarau, Festival Mix Brasil, Sarau das Diferenças, além de participação em rodas de conversa e oficina na rede Sesc.

Cantora e compositora gaúcha, localizada atualmente em SP, Rê Moraes segue sua carreira trabalhando nos gêneros musicais rap, trap e funk. A artista resiste na arte sendo uma travesti preta e periférica, que ocupa seu espaço falando de sua visão da realidade através de sua vivência. Artista independente.

Lua Negra é uma Multiartista preta periférica nascida em Curitiba, mas criada no mundo, com 23 anos carrega em seu corpo a ancestralidade e a vivência de ser negra e travesti, atriz, modelo, curadora artística, diretora criativa e artística, figurinista, performer e dançarina.  Nas artes, o nome Lua Negra é sinônimo de um terrorismo cultural de paz e amor. É o talibã dos debates raciais e TLGB, cuja bandeira tem outras cores que não as do arco-íris: sua pintura é a da crônica social da pobreza, expressa numa liturgia de artes cênicas e candomblé anarcopunk. 

 
 

 
17h: PERFORMANCE COM COREOGRAFIA, POP, STILLETO E JAZZFUNK COM MAX GUINEVERE
Nesta apresentação Maz irá performar uma coreografia própria remixada com músicas pop atuais e coreografias como mixe e breaks de transicao.
Max Guinevere  tem 25 anos e é Drag da cena LGBT de SP, performando em algumas casas. É uma showgirl, faz coreografias agitadas, com flexibilodade e trocas de figurinos de músicas pop e eletrônica. Drag atuante desde 2016, já fui cover da Li Martins e já participou de vários projetos. 
 

 
18h: PABLLO VITTAR COVER OFICIAL SP
Um Show Cover totalmente fiel ao da artista Pabllo Vittar trazendo todos seus grandes sucessos com muita originalidade e profissionalismo
Celso Figueiredo 23 anos se apresenta como Cover Oficial da Pabllo Vittar desde 2017 sendo Oficializado pela própria cantora. Vem fazendo shows em diversas casas de São Paulo e região e tendo a oportunidade também de levar seu trabalho para cidades de fora como Bahia,Minas Gerais etc. Com sua Equipe trás toda a originalidade dos shows feito pela cantora desde figurinos a performances. 
 

 
19h: DOMI VOZ E VIOLÃO 
Domitila está trabalhando em um novo projeto que é trazer a primeira Drag Queen sertaneja do Brasil. No show ela faz uma mistura de SERTANEJO E MPB, sendo musicas autorais e de outros artistas. Sua maior inspiração dentro da música sertaneja é Marilia Mendonça e, na MPB, Elis Regina. 
A carreira artística começou como dubladora, mas aos 25 anos Gleyton Braga criador da personagem Domitila resolveu assumir o microfone e soltar a voz. O single de estreia batizada de Mina do Poder até hoje faz sucesso e bomba nas plataformas digitais, fato que alavancou a sua carreira , que se divide entre palcos e eventos sociais. Esse ano lançou a música "Soca Soca e Biscoitera" que já está na parada de sucesso e fez muito barulho no carnaval de 2019. Engajada em mais um novo projeto, Domitila traz uma super novidade: a primeira Drag sertaneja do País.
 

 
 20h: PRETTY LUPON
Já viajou para diversas partes do país e gravou diversos programas como o 100% Drag  no SBT com o Raul Gil 
Iniciou sua carreira nos palcos da Nostro Mundo se estabeleceu em campinas e trabalhou no Pride Club 6 anos. Atualmente é residente no Club Livre Bar e DJ tb no Club 88 na Festa Glamazon feita para Drags! 
 

 
PRÉ-ELIMINATÓRIA CONCURSO DRAG EXPO PRIDE 2019
 
 

 
13h / 15h / 17h:  Diversas Drags se apresentam para participar da pré-eliminatória do Concurso Drag Expo Pride 2019 que acontecerá à partir das 18h no Palco principal do evento sob o comando de Silvetty Montilla.
 
Inscreva-se no consurso até dia 30/08 clicando aqui
 

 
PALCO FREEDOM-  by RÁDIO ENERGIA 97 FM
 
 
Das 10h às 18h - um super time de Djs confirmados comanda a festa da Expo Pride no palco da Rádio Energia 97 FM enquanto você faz suas compras 
Além da área de exposição com diversos stands das principais marcas e serviços para o público LGBTQ+, você poderá também se divertir na pista da Expo Pride com Djs de primeira grandeza. 
 
18h: Show com Silvetty Montilla e Eliminatória do Concurso Drag Expo Pride 2019 
 
20h: Segue programação com os Djs até às 22h 

  DOMINGO – 08/09/2019

 
 
CICLO DE PALESTRAS
 
 

 
 
 
13h: VELHICES LGBT
Painel com Rogério Pedro da Silva, Diego Felix Miguel, Milton Roberto Furst Crenitte e participação de integrantes da ONG EternamentoSou 
 
 

 
 
14h:TONS PSICOLOGIA LGBT+: QUAL A IMPORTÂNCIA DE UMA ATUAÇÃO PSICOLÓGICA VOLTADA PARA NÓS?
Palestrante: Ailton Gomes da Silva (psicólogo - CRP 06/121292) 
 

 
 
15h: MERCADO DE TRABALHO E A DIVERSIDADE
Palestrante: Marcela Bosa 
 

 
 
 
16h: MÃES PELA DIVERSIDADE
Painel com o Coletivo Mães pela Diversidade 
 

 
 
 
17h: DIVERSIDADE E INCLUSÃO NO MUNDO ACADÊMICO
Palestrante: Nadini Lopes (Coordenadora do NUGE – Núcleo de Estudos de Gêneros e Sexualidades da FMU) 
 

 
 
 
 
18h: HOMODRIVER: O PODER DE SER LIVRE
Thiago Villas Boas 
 

 
1º ENCONTRO SOBRE DIVERSIDADE DA FMU FIAMFAAM
 
 
 

 
10h: LEI MARIA DA PENHA E CRIMINALIZAÇÃO DA HOMOFOBIA: O CAMPO JURÍDICO E A DIVERSIDADE
 

 
12h: REFUGIADOS LGBTQI+: QUANDO A SEXUALIDADE É UM PROBLEMA
 

 
14h: RAP QUEER (BATALHA DE RAP)
 

 
16h: RELIGIÃO E DIVERSIDADE
 

 
18h: SAÚDE PÚBLICA - EXPERIÊNCIAS DE ACESSO DE MULHERES TRANS E TRAVESTIS AOS SERVIÇOS DE SAÚDE 

 
MOSTRA DE CINEMA – CLÁSSICOS LGBTS
 
 

 
 
 
11h: DELICADA ATRAÇÃO
 
No subúrbio londrino, Jamie e Ste são dois vizinhos e colegas de colégio. Ste mora com o irmão e o pai alcoólatra, que freqüentemente o espanca. Jamie mora com a mãe, que sensibilizada com os maus tratos ao vizinho, convida-o para ficar em sua casa, no quarto do filho. Mal sabe ela que daí vai surgir um caso de amor entre os dois garotos. 
 

 
 
 
13h: MAMBO ITALIANO
 
Rapaz com aspirações a escritor resolve sair da casa dos pais e ir morar com sua paixão secreta, um policial. O casal gay terá de enfrentar os preconceitos e também as tentativas de ajuda das famílias, enquanto lutam para fazer o relacionamento funcionar. 
 

 
 
 
16h: HEDWIG- ROCK, AMOR E TRAIÇÃO
 
Hedwig é uma cantora de rock que nasceu homem, na Alemanha Oriental, e se chamava Hansel. Criado ouvindo uma rádio norte-americana, Hansel só tinha duas certezas na vida: de que seria uma estrela de rock e que um dia encontraria sua alma gêmea. Quando conhece Luther, recruta americano que promete casar-se e levá-lo para os Estados Unidos, Hansel pensa que chegou sua vez de ser feliz. Contudo, para que seu sonho se realize, é obrigado a submeter-se a uma cirurgia de troca de sexo. Hansel torna-se Hedwig, muda-se para a América e forma uma banda de rock. Mas este é apenas o primeiro capítulo de uma história ao mesmo tempo dramática e engraçada, permeada por amores arrebatadores, amargas desilusões e rock do bom. 
 

 
 
 
19h: POSTER BOY
 
Jack Kray é candidato à reeleição. Conservador e radical, conta com seu filho Henry para angariar votos entre os eleitores mais jovens, apesar da oposição de sua mulher, Eunice. O rapaz, porém, apaixona-se pelo ativista político Anthony e, durante um comício, declara-se homossexual. Nada mais catastrófico para seu pai, um político que calca sua campanha nos valores familiares. 
 

 
MOSTRA DE DOCUMENTÁRIOS
 
 
 
 
 

 
 
13h: DEPOIS DO FERVO
 
Depois do Fervo investiga o contraste entre a imagem de cidade aberta à diversidade e a realidade da população de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT) de Florianópolis, uma das capitais brasileiras mais conhecidas pela boa acolhida às minorias sexuais. 
A história é narrada a partir das vivências e perspectivas dos próprios LGBTs para que eles compartilhem experiências e visões sobre sua relação com a cidade, seus habitantes e questionem a ideia de que a capital catarinense é um paraíso gay-friendly. 
 

 
 
14h: TUDO VAI FICAR BEM
 
Um documentário que visa o combater a homofobia no Brasil e os diversos casos de suicídios cometidos por pessoas que não aceitam a sua sexualidade, e tem como meta oferecer  um mundo com mais amor, respeito e maiores possibilidades e chaves de entendimentos para comunidade jovem LGBTQ.   É com muita honra que oferecemos parte íntima do nosso trabalho quanto jornalista .  Produzido  por Beatriz Nonato, Cleyton Santana e Ingrid Curityba. 
 
 

 
 
 
15h: O PIOR LUGAR DO MUNDO PARA SER GAY
 
 "O pior lugar do mundo para ser gay" vai até a Uganda, que pode ser considerado como o pior lugar para ser homossexual. O vídeo não está legendado e o áudio é de Portugal, se você prestar muita atenção você vai poder conseguir entender as falas do documentário. 
Quem teve a coragem para ir até lá foi o DJ britânico Scott Mills - que é militante dos direitos dos gays. Para quem não sabe, lá na Uganda a homossexualidade é ilegal. Espancar e torturar é uma das penas que algumas pessoas podem "receber" caso seja gay. Queimar vivo, também é uma das sugestões para um homem que gostar de outro.
 

 
 
 
16h: LEVE-ME PRA SAIR
 
Documentário de curta-metragem sobre um grupo de jovens gays de São Paulo e suas visões de mundo. 
Para esses jovens, ser gay, bissexual ou lésbica, é um grande problema? Qual a idade ideal para sair do armário e assumir sua homossexualidade? Eles sofrem homofobia, preconceito? O termo "opção sexual" faz sentido? O mundo está mudando pra melhor? Ser gay pode estar se tornando um traço de personalidade como outro qualquer, como ser moreno, gostar de rock ou saber imitar aquele apresentador engraçado da TV? Uma abordagem intimista sobre a homossexualidade de um grupo de jovens da cidade de São Paulo. 
"Leve-me pra sair" retrata um grupo de adolescentes gays de São Paulo e suas visões de mundo. Os depoimentos de 10 jovens entre 16 e 18 anos chamam atenção para questões importantes e outras simplesmente divertidas. Através do discurso desse grupo, o filme dá voz à pessoas de uma nova geração e descobre o que eles pensam sobre identidade, sexualidade e preconceito. 
 

 
 
17h: A REVOLTA DE STONEWALL
 
A Revolta de Stonewall (Stonewall Uprising), de Kate Davis, lançado em 2010, traz a voz dos principais ativistas que participaram dos protestos para contar essa história ― e ainda mostra o lado dos policiais que, autorizados pela moralidade da época e pelo Estado, invadiram o bar de forma violenta.
Um filme que ajuda a entender historicamente o contexto dos protestos em um momento de opressão e o quanto essas manifestações foram fundamentais para a construção dos direitos civis das pessoas LGBTs nos Estados Unidos e, posteriormente, no mundo. Está disponível no YouTube com legendas em português. 
 

 
OFICINA DE DRAGS
 
 
15h: Para ser uma drag, você tem de ter o espírito alegre, divertido, irreverente. Isso é o primordial. Irreverência, é o que conta. O resto, o físico, a produção é só um detalhe. Aprenda tudo o que é preciso para ser uma drag  desde os processo iniciais de construção da personagem através de técnicas de maquiagem percorrendo até assuntos como dublagem, passarela e coreografia. 
 

 
PALCO ARENA
 
 
 

 
13h: YASMIN CARRAROH

Começou a sua carreira vendo as maravilhas de Fernanda Carraro em Poços de Calda e Bárbara Bouth de Curitiba. Comemorando 10 anos de carreira, teve a honra de participar do Reality Show Academia de Drags onde ficou como vice-campeã e neste ano ganhou como Drag Diversidade de São Paulo 2019. Começou sua carreira no Mato Grossso do Sul e veio para São Paulo com um grande sonho de se apresentar nas principais casas noturnas da Capital.


 

14h: MAGÍSTER

No Domingo Magíster traz ao palco um de seus novos covers junto de seus trabalhos autorais, com muita dança e sensualidade com seus dançarinos.

 

 
15h:  KAIQUE THEODORO
Com apenas 2 anos de carreira e em seu canal no Youtube há todo material independente que já produziu, incluindo a faixa “Ao Sol” e "Experimenta"
Engajado no mundo LGBTQ+, Kaique também defende as causas trans, atua em teatro, tira fotos como modelo e conhece sobre produção, justamente para poder desenvolver sua carreira em parceria com os profissionais do mercado. No recente acordo fechado com a Universal Music, através do produtor Leonardo Rivera, Kaique chega ao selo Funk Hits e planeja mais três singles que sairão nos próximos meses: “Dom – Remix”, “Seu Denguinho” e “Me Provoca”. 
"Poder cantar para gente que nunca nem ouviu falar de corpos transmasculinos é incrível, pois isso é mostrar pra toda uma sociedade que nós somos capazes de ocupar os palcos também, de que nós existimos", afirma o artista. 
 

 
16h: GRUPO FILA BOIA
A composição instrumental dos primeiros grupos de CHORO era baseada na trinca flauta, violão e cavaquinho. Com o desenvolvimento do gênero, outros instrumentos foram incorporados, como o clarinete, o saxofone e a percussão. 
O grupo possui como um dos solistas o violoncelo, que com sua tessitura ampla e timbre característico nos dá um tom lírico ao CHORO. Com suas percussões (pandeiro, tamborim, prato e faca, agogô, reco-reco)  lembra o ambiente do samba. Na formação ainda, tem o regional do choro composto de violão 7 cordas e cavaquinho. E para arrematar a qualidade e refinamento do grupo,  o bandolim como solista também. 
 

 
18h: DRAG MADAME SATÃ
Personagem criada por Luiz Benedito Ferreira de Oliveira que tem objetivo de usar a arte drag para disseminar a mensagem das vivências homossexuais, negros e periféricas. 
O nome foi inspirado em referência ao filme como mesmo nome no qual o ator Lázaro Ramos interpretava um gay, negro, transformista, periférico e lutador de capoeira que simbolizava a resistência diante da sociedade racista e homofóbica. 
 

 
 PALCO FREEDOM-  by RÁDIO ENERGIA 97FM
 
 
Das 10h às 18h - um super time de Djs confirmados comanda a festa da Expo Pride no palco da Rádio Energia 97 FM enquanto você faz suas compras 
Além da área de exposição com diversos stands das principais marcas e serviços para o público LGBTQ+, você poderá também se divertir na pista da Expo Pride com Djs de primeira grandeza. 
 
18h: Show com Silvetty Montilla e convidas – Resultado do Concurso Drag Expo Pride 2019.
 

 

 

Volte à página inicial